terça-feira, 28 de abril de 2015

RESENHA: ULTIMATE MARVEL (NOVA MARVEL) - CATACLISMO #1

ULTIMATE MARVEL - CATACLISMO ED.1 (NOVA MARVEL)

SINOPSE: Devido a incontáveis viagens no tempo feitas pelos herois do Universo Ultimate, diversas rupturas surgiram na continuidade do espaço-tempo. Por uma dessas rupturas a entidade cósmica Galáctus, também conhecido como O DEVORADOR DE MUNDOS entrou no universo Ultimate e foi até a Terra desta linha temporal. Agora ele ameaça a existência do planeta e os herois deverão se juntar para confrontar esse inimigo, que ameaça colocar fim a todos eles.

A revista começou a ser publicada aqui no Brasil no mês de Abril/2015. É uma revista mensal. Publicada pela PANINI COMICS em excelente papel. Muito bem desenhada.

Gostei muito dessa hq galera. Foi a primeira história com Galáctus que eu li, e o negocio é excelente. A história já começa com o Devorador de Mundos tocando terror em uma cidade. Os herois surgem para confrontá-lo, mas em vão. 

Além da presença de Galáctus e da batalha dele contra os herois, a revista se foca em outros aspectos como: Conflitos entre a Shild e os Herois e viagens no tempo para conseguir respostas. Todos esses elementos conseguiram incrementar a revista e torná-la atraente para leitura, impedindo que ela seja maçante.

Esse primeiro volume se foca nos herois tentando derrotar Galáctus no mano a mano. Após a falha deles (o que era mais do que esperado), os herois passam a ter que buscar uma solução "um tanto menos bruta" para o problema.

Super recomendo essa hq, mesmo para aqueles que não curtem a Marvel, pois essa será uma excelente saga.

Para finalizar, dou uma nota NOVE para esse primeiro volume.

Espero que curtam. E um grande abraço!!!

NOVA PARCERIA - BLOG LEITURAS PLUS

Olá meus queridos!

Hoje quero anunciar para todos, a nova parceria aqui do blog. A nova parceira é a Patrícia Brito Souza, dona do blog LEITURAS PLUS.

.

A Paty entrou em contato comigo alguns meses atrás, pois ela desejava realizar uma entrevista comigo. Eu gostei muito da ideia e aceitei na hora (por sinal, foi a primeira entrevista da qual participei). 


Agora a Paty está fazendo uma resenha de um dos meus contos e estou muito feliz com isso, pois ela é uma das melhores resenhistas que já conheci.

A Paty também é a leitora mais fiel do meu blog. Ela está sempre de olho nos meus posts, sempre lê o que escrevo e sempre comenta. 

Quero agradecer a você Paty, por essa oportunidade maravilhosa e quero agradecer por valorizar meu blog da forma como você valoriza. Um grande abraço para ti.

E um grande abraço para vocês também meus queridos leitores. Tudo de bom para todos!!!!

ABRAÇOS!!!

quinta-feira, 23 de abril de 2015

APÓS A MORTE - CAPÍTULO FINAL


Olá meus queridos leitores! Hoje trago para vocês o último capítulo do conto APÓS A MORTE. Mas não fiquem tristes, pois esse foi apenas o primeiro arco da história de Lucas e Mirian. Futuramente irei publicar um novo conto, revelando para vocês novas aventuras dos dois Ceifeiros. Espero que gostem do final desta aventura, e até a próxima. Um grande abraço para todos. E boa leitura!!!

Mirian e Lucas chegam juntos. A visão dos ceifeiros se depara com um homem e duas mulheres crucificados bem na frente deles. Os corpos estavam suspensos a três metros do chão e eram ornamentados por diversas feridas e muito sangue.

- Mas o que é isso? – Lucas pergunta trêmulo.

- Estavam sendo torturado. – Responde Mirian - Algum demônio deve os ter encontrado, e o resultado é esse.

- Isso não faz sentido. Por que os três estariam juntos quando o demônio os encontrou?

- Essa é uma boa questão. Acho que foram colocados aqui para nos atrair. O que significa que isso é uma...

- Armadilha? – Uma voz rouca e ameaçadora diz interrompendo Mirian.

Os dois ceifeiros viram-se ao mesmo tempo, deparando-se com um homem. Ele trajava um belo terno negro, seus cabelos estavam bem cortados e sua aparência não era ruim.

- Você está certa bela anjinha. – O homem completa sua fala.

- Quem é você? – Lucas pergunta enraivecido.

- Ele é um demônio. – Diz Mirian para seu aprendiz. – Qual seu nome criatura?

- Meu nome é Bloom.

- Por que fez isso com esses três? – Pergunta Lucas enojado.

- Horas! Porque eu sou um demônio pombas!

- Não estou falando disso. – Responde Lucas.

- Ah! Claro! Você se refere ao propósito de ter colocado esses três juntinhos aqui para vocês. Veja bem. Não é comum termos anjos aqui no inferno. Então eu decidi me divertir com vocês.

- E o que você acha que pode fazer conosco? – Pergunta Mirian de forma superior.

- Eu nada. Mas meus amigos podem fazer muita coisa. – O anjo diz estendendo seus braços.

Mirian e Lucas olham ao redor. Dezenas de sombras se aproximavam cercando os dois ceifeiros.

- O que vamos fazer Mirian?

- Vamos ter que partir.

- Sem os três? Esquece!

- Estamos no território deles Lucas, e em menor número. É muito perigoso continuarmos com isso.

- Eu não vim até aqui para desistir Mirian. Você ouviu muito bem a chefona. Temos que resolver isso. Eu não sei você, mas eu prefiro enfrentar esse punhado de demônios a ter que encarar a Morte novamente.

Mirian sorri. – É! Acho que você está certo Lucas. Pois bem, esse é o plano. Vou distraí-los enquanto você absorve aqueles três. Depois disso partimos.

- Certo! – Responde Lucas.

Lucas corre até as três almas.

- Ataquem agora! – Bloom ordena a todas as almas.

Um mar de sombras começa a se movimentar de forma voraz contra Mirian e Lucas. Os dois se veem cercados. Mirian começa a emitir um brilho rosa, que a envolve. Por um instante as almas param. Mas Bloom grita novamente:

- Ataquem!!!

As sombras saltam contra Mirian. Ela abre suas asas totalmente e estende sua mão na direção das sombras que são arremessadas para longe e não conseguem mais se aproximar da ceifeira.

Ahhhh!!!

Mirian escuta um grito atrás dela. Quando se vira vê Lucas sendo envolto por várias sombras, que o agarravam e se juntavam sobre ele. A ceifeira prepara-se para ir ajudar seu amigo quando...

...Sente uma forte dor em suas costas. E então uma lâmina negra brota de sua barriga. A ceifeira sente o suspiro de alguém em seu pescoço.

- Achei que você fosse mais esperta. – Bloom fala sussurrando na orelha de Mirian. – Virar as costas para um demônio não é algo muito sensato. – Então ele remove a lâmina do corpo de Mirian de forma drástica. A ceifeira cai ao chão ferida e seu brilho começa a se enfraquecer.

Bloom afasta-se da anjinha. Quase que imediatamente as sombras avançam contra Mirian. A ceifeira fica em pé e tenta se defender. Ela soca uma sombra arremessando-a para longe, depois outra, e mais outra... Até que uma das almas negras consegue agarrá-la... E depois outra... E mais outra... E então Mirian começa a ficar envolta por toda aquela escuridão... E ela grita:

- Ahhh!!!

A alguns metros de distancia Lucas tentava em vão lutar contra as sombras. Suas forças não eram suficientes para vencer aquela batalha. Ele já estava praticamente todo coberto pelas sombras, que se aglomeravam sobre ele formando uma escuridão só. O ceifeiro praticamente já havia desistido, até que escuta a voz de Mirian em um grito agudo... E por uma pequena fresta que ainda restava entre as sombras Lucas vê Mirian sendo engolida pela escuridão.

A vontade de lutar volta ao coração de Lucas. No fundo de seu peito o ceifeiro sente um forte sentimento queimando... “O AMOR”. O sentimento começa a se espalhar e assim um brilho branco surge do peito de Lucas. O brilho se espalha e recobre todo o corpo do anjo... Que brilha cada vez mais... E mais... Até que ocorre uma explosão luminosa e todas as sombras que envolviam o ceifeiro voam para todos os lados.

Bloom assisti ao brilho surpreso, e um pequeno temor surge em seu âmago.

O brilho de Lucas se intensifica cada vez mais. Nas costas do ceifeiro o brilho começa a se prolongar a partir das omoplatas. Os prolongamentos começam a crescer e tomar forma e finalmente dão origem a um belo par de asas grande e imponente. Lucas praticamente havia sumido em meio ao seu brilho e mais parecia um sol iluminando o inferno.

Lucas olha para o aglomerado de sombras sobre Mirian. Ele estende sua mão direita na direção das sombras. O brilho do ceifeiro irradia-se de sua mão e ilumina as sombras que fogem rapidamente, deixando Mirian caída ao chão. Lucas olha para Bloom com muita raiva. O ceifeiro voa em uma velocidade impressionante na direção do demônio e o soca na face arremessando-o a vários metros de distancia.

Bloom cai ao chão. Ele tenta se levantar, mas antes que consiga Lucas estende sua mão e lança seu brilho contra o demônio que grita e se contorce. O demônio começa a perder sua forma. Ele se transforma em uma sombra como as outras e foge rapidamente para bem longe de Lucas.

Lucas caminha até Mirian. Ele se agacha ao lado dela. Ela o olha nos olhos.

- Belas asas. – É o que ela diz.

- Obrigado.

- Parece que conseguiu evoluir.

- Sim. Graças a você.

- Não. Isso foi graças ao seu próprio mérito.

- Pense o que quiser. Mas isso só aconteceu porque eu quis te proteger. Isso aconteceu porque eu te amo.

Mirian não sabe o que responder.

- Espere aqui. – Lucas diz para sua mestra. Eu já volto.

O ceifeiro caminha na direção das três almas crucificadas. Ele para a alguns metros delas e estende sua mão direita com a palma aberta. Um brilho branco surge dela. As três almas perdem sua forma e se tornam apenas brilhos. As almas movem-se de encontro à mão de Lucas e são então absorvidas.

Lucas caminha até Mirian, agacha-se e pergunta:

- Como você está?

- Não muito bem. Mas vou ficar. Basta eu retornar para o céu.

- Deixa que eu te dou uma mãozinha.

Ele passa o braço de Mirian pelo seu pescoço. Os dois se olham nos olhos. Ele sorri. E então os dois somem.



***



Lucas caminha pelo longo corredor. Ele vislumbra a porta no final do caminho. Dessa vez ninguém aguardava em frente a ela. O ceifeiro pega na maçaneta, a gira e então abre a porta.

Ao entrar Lucas se depara com uma imagem totalmente diferente da que viu na primeira vez em que entrou naquele recinto. A bela mulher que era uma das criaturas mais poderosas do universo estava sentada do outro lado da mesa. A expressão dela era de pura tranquilidade. Ela sorri para Lucas e estende sua mão para uma cadeira em frente à mesa.

- Sente-se meu caro!

Lucas caminha tranquilamente, contorna a cadeira e se senta.

- Gostaria de parabeniza-lo. Você conseguiu completar a missão que lhe foi dada e assim corrigiu todos os problemas que haviam sido gerados.

- Obrigado.

- E você conseguiu evoluir. Isso é muito bom.

Lucas sorri e acena levemente com a cabeça.

- Sei que você já deve saber, mas agora você deixou de ser um Aprendiz e passou a ser um Anjo de Terceira Ordem.

- É. Eu sei.

- Mas você precisa compreender uma coisa. Quando um anjo deixa de ser um aprendiz, ele passa a ser independente. Em outras palavras, ele não precisa mais de seu mestre, e assim pode continuar sua evolução sozinho.

- Quer dizer que Mirian não irá mais me acompanhar?

- O normal seria isso. Porém, quando Mirian me contou o que aconteceu lá embaixo, ela me disse que você evoluiu num momento de necessidade, para salvá-la, e não por estar preparado.

- Como assim?

- Em poucas palavras. Você ainda não está pronto para seguir sozinho. Ela disse que você ainda tem muito que aprender. E eu concordo com ela.

- Mas...

- Sem “mas” Lucas. Você está há pouco tempo no céu. Mesmo que tenha conseguido evoluir, ainda não está pronto para ficar sozinho. Ainda a muito para você aprender.

- E como vai ser então?

- Mirian continuará orientando você, até o momento em que o céu achar que você está pronto para continuar sua evolução.

- E onde está Mirian?

- Repousando no céu dela.

- Eu não sabia que um anjo podia ser ferido.

- Anjos são almas. E almas podem ser maltratadas de várias formas. Esse é um dos princípios do inferno. A capacidade de fazer mal a uma alma.

- Entendo.

- Tem mais duas coisas que eu gostaria de falar antes que você vá Lucas.

- Está bem.

- Primeiro. Quero que tenha cuidado. Você agora é um anjo de terceira ordem. Não pode mais cometer erros como o último, pois as consequências serão muito mais severas.

- Vou cuidar para que isso não aconteça.

- Muito bom. Agora a segunda. Bem, eu sei que você só saiu do inferno inteiro por causa do seu amor por Mirian.

O rosto de Lucas fica corado.

- Eu não sei do que você está falando.

- Não precisa disfarçar. Eu já havia percebido isso há algum tempo. Na verdade, duvido que isso seja novidade pra alguém. E para falar a verdade, Mirian também nutre tal sentimento por você.

Lucas fica surpreso e feliz com aquela revelação.

- Mas tenha cuidado Lucas. Amor entre anjos é perigoso. Esse sentimento pode turvar sua mente e acabar lhe causando graves problemas. Oficialmente não posso proibir vocês de ficarem juntos. Mas quero aconselhá-lo mesmo assim. Você e Mirian não podem ficar juntos.

- Por que não?

- Acho que não cabe a mim lhe dizer isso. Mas não se preocupe, logo você escutará o porquê. Agora pode ir. E que Deus lhe acompanhe.

- Amém. Fique com Deus também!

- Amém!



***



Mirian estava deitada sobre sua cama. Seu quarto era bonito, e pela janela era possível ver o mar. Alguém estava se aproximando daquele local. Uma luz começou a brilhar na frente de Mirian, e de repente Lucas surgiu parado no meio do quarto.

- Olá! – Ele disse.

- Olá!

- Foi difícil encontrar esse local.

- É. Eu me esqueci de dizer que é possível ligar várias dimensões dentro do céu. É uma forma de aproveitar o espaço. Estou impressionada que tenha conseguido chegar até aqui, já que eu só tinha te apresentado a minha sala.

- Foi complicado. Passei por seu banheiro e pela cozinha antes de chegar aqui. Mas no fim segui sua presença e te achei.

- Fico feliz.

- Soube que você ainda vai me orientar.

- Quanto a isso, me desculpe. Mas você ainda não estava pronto par...

- Não se preocupe. Para mim vai ser um prazer permanecer ao seu lado.

Mirian sorri.

- Quanto àquilo que eu disse no...

- Não devemos falar disso.

- Mas eu quero falar.

- A resposta é não Lucas.

- Mas porque não?

- Porque anjos têm duas missões. A primeira é evoluir. A segunda é cuidar da humanidade. E não podemos colocar nada acima disso. Nem mesmo sentimentos pessoais.

- Mas estarmos juntos não vai nos prejudicar. Ao contrário. O meu amor por você foi o que nos salvou no inferno.

- Sim. Mas isso pode vir a nos prejudicar.

- E por quê?

- Porque o amor leva ao ciúme, ao apego, ao desejo. E esses sentimentos levam ao egoísmo. Amar pode nos levar a buscar interesses pessoais.

- Isso não é verdade.

- Claro que é. Não se lembra do que aconteceu na sala da Morte? Eu a ataquei para te proteger.

- E qual o problema?

- O problema é que isso não devia ter acontecido. Ela é nossa superiora. E é uma das entidades mais importantes do universo. E eu a ataquei porque coloquei o meu amor por você acima do respeito que devia ter por ela. E isso não deve acontecer.

- Mas Mirian...

- Não tem “mas” Lucas. Você já ignorou minha opinião e meus ensinamentos outras vezes, e nós dois sabemos no que deu. Não podemos ficar juntos. E essa é minha decisão final.

Lucas se entristece. Seu olhar fica baixo.

- Sinto muito Lucas.

Ele olha nos olhos de Mirian e sorri.

- Eu também.

Lucas desaparece e reaparece sentado ao lado de Mirian na cama.

Ela olha para os olhos castanhos dele...

Ele sorri...

Ela também...

Os dois se aproximam...

E finalmente... Seus lábios se encontram...

terça-feira, 21 de abril de 2015

NOVO VÍDEO - MANGA "DOUBT"

Olá pessoal! 
Como sabem hoje é dia de postagens aqui no blog, e por isso trago para vocês o meu novo vídeo:

RESENHA DO MANGA DOUBT


Doubt é um manga do gênero terror, publicado esse ano aqui no Brasil pela editora JBC. Trata da história de seis amigos que são levados contra sua vontade para jogar um jogo de terror (tipo jogos mortais) que envolve estratégia, traição e morte. Para ver a resenha basta clicar no link abaixo da imagem: 



Espero que tenham gostado do vídeo. Lembrem-se de curti-ló e de se inscreverem lá no canal. E para aqueles que ainda não seguem o blog, não perca essa chance! Vá até a barra lateral e siga.

Um grande abraço para todos!!!

Até a próxima!!!

quinta-feira, 16 de abril de 2015

RESENHA - VELOZES E FURIOSOS 7


SINOPSE: Após os acontecimentos em Londres, Dom (Vin Diesel), Brian (Paul Walker), Letty (Michelle Rodriguez) e o resto da equipe tiveram a chance de voltar para os Estados Unidos e recomeçarem suas vidas. Mas a tranquilidade do grupo é destruída quando Ian Shaw (Jason Statham), um assassino profissional, quer vingança pela morte de seu irmão. Agora, a equipe tem que se reunir para impedir este novo vilão. Mas dessa vez, não é só sobre ser veloz. A luta é pela sobrevivência.

Olá galerinha. Hoje é dia de cinema aqui no blog, e por isso nós vamos falar de Velozes e Furiosos 7.

E o que falar desse filme?

Vamos começar dizendo que o filme continua como os anteriores: com muita ação, adrenalina, testosterona, explosões, porrada e tudo mais que marcou seus antecessores. Você pode estar se perguntando se esse filme supera o anterior em questão de ação e de cenas loucas. Bem, tenho que dizer que sim! Esse filme supera o sexto no quesito quebra-quebra e cenas loucas.

O filme é excelente, muito bem feito, com excelente trilha sonora, com ação o tempo inteiro e tal. Porém devo dizer que... Me decepcionou.

Agora você se pergunta: Oi? Como assim?

Não é que o filme seja ruim, porém eu não o considerei melhor que o sexto. E para falar a verdade eu esperava mais. Mas como assim? Veja bem. O filme tem mais ação e loucura do que o sexto, mas em questão de história eu achei mais fraco, sem falar que perde em vários quesitos para seu antecessor.

Você tem um mercenário (interpretado por Jason Statham) que surge como o cara mais fodão de toda a saga e que deveria ser capaz de ferrar com todo mundo. Daí, depois que o cara mata o Han (que por sinal morreu no outro filme), ele não consegue matar mais nenhum dos membros da equipe e falha repetidamente em tudo que tenta fazer. O cara sai no braço com os dois machões do filme (Dominic Toretto e Hobbs) e perde as duas vezes. Ele perde todos os confrontos contra a equipe do Don (exceto um dos confrontos que por sinal não é ele quem ganha, mas alguém que o ajuda). Enfim, o cara que deveria ser o imbatível na verdade é um vacilão. 

Se compararmos isso com o sexto filme, temos um enredo completamente diferente, onde a equipe de Don é colocada contra a parede e perde todos os confrontos contra o vilão (que deveria ser menos fodão que o vilão do sétimo filme) até finalmente conseguir superar as dificuldades e sair vitoriosa.

Além disso, nesse filme tem uma cena de luta entre mulheres (que os homens adoram, afinal, duas mulheres saindo na porrada é massa pra caralho!), porém, não se iluda. A cena de luta é mais fraca que a do sexto filme. Isso porque a mulher que sai no braço com a Letty é a Ronda Rousey (Uma lutadora campeã de MMA).

Mas por quê o filme foi inferior? Ao meu ver isso se deve ao fato de que Velozes e Furiosos deveria ter acabado no quinto filme (que teve um final excelente) ou no sexto (que também teve um final bom). Mas cinema é um negocio, e produtoras de filmes e presidentes de produtoras não pensam com cabeça de fã, pensam com cabeça de executivo (e enquanto o filme der dinheiro muitos outros virão). Mas o que eu quero dizer com isso? Quero dizer que a saga já chegou no seu máximo, seja na história ou nas cenas ousadas. Esse sétimo filme foi forçado nas cenas de ação e com uma história arrastada (afinal, não tem mais o que contar). E o pior é que a tendência é decair até que façam uma grande cagada e as pessoas deixem de gostar da saga.

Apesar de tudo que eu disse, não pense que esse filme é ruim galera, porque não é. É um filme excelente, muito bom mesmo, e inclusive todo mundo acha ele o melhor da saga (Eu é que sou muito crítico mesmo). E devo dizer que tem uma homenagem para o Paul Walker no fim do filme que vale a pena assistir.

Veredito: O filme é muito bom. Perde para o anterior no quesito história, porém vence no quesito ação e cenas ousadas.

NOTA: 8,5.

É isso galerinha. Espero que tenham gostado, e depois que assistirem ao filme, venham aqui comentar e dizer se concordam ou não comigo. Um grande abraço para todos e até a próxima.

terça-feira, 14 de abril de 2015

APÓS A MORTE - CAPÍTULO 10

Olá meus queridos! Hoje trago para vocês mais um capítulo do meu conto: Após a Morte. Para aqueles que não sabem, esse é o segundo conto que escrevo. Estou gostando muito dessa vida de escritor, e amando criar estórias e personagens. Mas tudo que é bom dura pouco. Como assim? Bom, o que quero dizer é que a aventura de Mirian e Lucas está chegando ao fim. Isso porque o capítulo de hoje é o penúltimo desse conto. Sendo assim, eu espero que vocês gostem da leitura e em breve eu irei postar o desfecho da história dos dois Ceifeiros. Boa leitura para todos!


Várias sombras se arrastavam pela terra seca. O ambiente cinzento e sombrio enchia os corações de tristeza. Árvores secas e mortas se espalhavam até aonde a vista alcançava. Gritos eram ouvidos ao longe. A temperatura era baixa e o ar totalmente seco. Em meio a esse ambiente triste e sombrio, duas almas brilhantes caminhavam juntas. Diferente das outras almas essas duas se mantinham fortes, não se arrastavam e não haviam sido afetadas pela tristeza do local. 

- Aqui é muito triste.

- Eu sei – Responde Mirian.

- Como alguém pode encontrar a razão e entender suas falhas em um local como esse?

- Uma alma que não consegue evoluir se torna amarga, cheia de dúvidas e com o tempo perde seu vigor, tornando-se cinzenta e triste. Exatamente como esse lugar.

- É por isso que o inferno é assim?

- Sim. Aqui as almas tem a possibilidade de ver o que acontece quando algo é abandonado. Aqui elas podem ver no que estão se transformando.

- Entendo.

- Vamos mais rápido. Não podemos ser identificados ou teremos problemas.

- Por quê?

- Porque aqui é o inferno. E no inferno tem demônios. E os demônios atacam anjos.

- Certo. E como vamos encontrar aquelas almas? Esse local é enorme. 

- Vou lhe ensinar como. Anjos podem sentir as almas. E nós vamos tentar rastrear as quatro sentindo-as.

- Sei. E por onde começamos?

- Feche seus olhos e tente expandir sua mente o mais distante possível. Como aquelas quatro almas não deveriam estar aqui, com certeza estarão mais perturbadas e desesperadas que as outras. Procure por esse sentimento e você as encontrará.

- Certo.

Mirian acena com a cabeça. Os dois fecham os olhos e começam a se concentrar. Lucas expande sua mente ao mais longe possível. Ele consegue sentir as almas ao longe, todas escuras, cheias de tristeza, raiva, ódio e principalmente confusão. Eram milhões de almas naquele lugar, muitas juntas e misturadas, uma verdadeira confusão para a mente de Lucas.

Mas finalmente ele encontra algo. Em um lugar muito distante dali, uma alma esbanja confusão, mas principalmente tristeza. Essa alma era diferente das outras que Lucas estava sentindo, porque seu espírito estava muito mais assustado. Na verdade, estava apavorado.

- Encontrei. Lucas diz, abrindo os olhos.

- Ótimo. Então vamos para lá. – Diz Mirian. Ela coloca a mão sobre o ombro de Lucas, e os dois desaparecem.

Ao chegar ao local, Lucas observa ao seu redor, mas não encontra nada nem ninguém. Mas ao olhar na base de uma árvore seca, percebe um brilho redondo. No fundo de seu coração sente o sofrimento daquele brilho. O anjo aponta para o brilho.

- Aquela é a alma Mirian?

A Ceifeira olha para onde Lucas apontava e acena com a cabeça.

- Sim.

- Mas por que ela não tem uma forma igual a nós?

- As almas que vem para cá ficam assim, disformes. Elas apresentam apenas o seu brilho natural. Isso acontece porque elas não estão evoluídas, e por isso não conseguem manter uma forma.

- Entendo. E agora?

- Essa alma deve ter sido torturada por demônios. Como ela está sozinha imagino que tenha fugido. Mas com certeza deve estar apavorada. Ela não vai aceitar sua ajuda tão facilmente. Você vai precisar se comunicar com o espírito dela, e terá que convence-la de que quer ajuda-la.

Lucas acena com a cabeça e então parte em direção ao brilho.

O ceifeiro se aproxima devagar da alma. Ela se espreme contra a árvore, assustada. Lucas se concentra e cria uma ligação entre sua mente e a da alma. Ele descobre que aquela é a alma do pai da garotinha que ele salvou. Lucas também tem acesso às lembranças do tempo que a alma ficou no inferno. Torturas, dor, sofrimento e medo são as coisas que Lucas vê e sente na conexão. 

Aquela alma estava muito assustada. Muito sofrimento havia lhe sido causado. Mas no momento em que Lucas se conectou com ela, a paz tomou conta de seu espírito.

“Eu sou um anjo.” – A alma escutou. “Estou aqui para ajudar”.

A voz era calma e acolhedora. Mas como acreditar que aquilo não era mais um truque das sombras? Que o dono daquela voz não era mais um que iria lhe fazer mal naquele verdadeiro inferno.

“Eu sei que é difícil de acreditar, mas estou aqui para lhe ajudar. Vim para te retirar daqui.” 

Seria verdade? Será que ainda havia bondade naquele lugar? A alma não sabia ao certo, mas decidiu seguir seus instintos.

“Eu aceito sua ajuda.” – A alma diz para a voz através da conexão.

Lucas sorri. Ele havia conseguido. 

Uma voz entra em sua mente.

“Coloque-o dentro de você Lucas.” – Era a voz de Mirian.

Lucas não sabia o que Mirian queria dizer, mas ele decide seguir seus extintos. O ceifeiro abre os olhos e vê a alma brilhante na sua frente. Ele estende a palma da mão sobre ela e se concentra. A alma começa a se movimentar, criando projeções como se fossem pequenos tentáculos. Quanto mais Lucas se concentrava mais a alma se movimentava, até que finalmente um pequeno fio é formado se ligando a palma da mão do ceifeiro. A alma começa a ser sugada pela mão do anjo. Ele sente um calor agradável onde a alma estava entrando até finalmente ela estar toda dentro dele.

Lucas fica desorientado com aquilo. Ele olha incrédulo para a palma de sua mão.

- Surpreso? – Pergunta Mirian, que havia se aproximado dele por trás.

- Muito. – Responde Lucas, que se vira para encará-la.

- Essa é a melhor maneira de carregar uma alma dentro do inferno. Elas são muito frágeis, e não podem se defender. E nós não podemos ter nenhuma distração enquanto estivermos aqui.

- Eu compreendo. Mas não sabia que anjos podiam fazer isso. 

- Sim. É mais uma das habilidades que temos. – Mirian sorri. – Mas agora chega de papo. Temos que terminar essa missão o mais rápido possível. Mesmo para anjos é perigoso ficar muito tempo no inferno.

- Certo. Vamos nessa.

- Localize a próxima alma.

Ele acena com a cabeça, fecha os olhos e começa a se concentrar como antes. Sua mente se expande pelo local, vasculhando, procurando, tentando rastrear as almas. Finalmente ele encontra uma movimentação. E então uma surpresa se aplaca sobre Lucas. As três almas estavam ao longe, juntas, há menos de um metro de distância uma da outra.

Lucas abre olhos.

- Você não vai acreditar Mirian.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

NOVO VÍDEO - RESENHA DO MANGA "ALL YOU NEED IS KILL"

Olá para todos!

Hoje trago para vocês o novo vídeo do meu CANAL: Uma resenha do Manga ALL YOU NEED IS KILL



Eu espero que vocês tenham gostado. Ajudem o canal curtindo o vídeo e se Inscrevendo nele. Acessem também:


Agradeço a sua visita e um grande abraço para ti!!! 
Até a próxima! Xau!!! Xau!!!

terça-feira, 7 de abril de 2015

APÓS A MORTE - CAPÍTULO 9

Mirian e Lucas saem de dentro do hospital.

- Não fique assim Lucas. Você não tinha escolha.

Lucas estava totalmente triste. Ele olha para Mirian completamente desolado.

- Ceifar essa garota foi à coisa mais difícil que já fiz.

- Eu sei. Vamos caminhar.

Os dois ceifeiros caminham pela rua se afastando do hospital.

- Você deveria ter ceifado ela na primeira vez. Além de ter evitado problemas para nós, teria evitado para a família, que irá sofrer muito mais agora.

- Não esperava que as coisas fossem ser assim. Ser um ceifeiro não é mais tão interessante quanto eu pensava.

- Você ainda não entende não é? Nós não matamos ninguém. O que fazemos é um serviço. Se a pessoa está pronta para seguir adiante, nós a ajudamos passando ela para o plano espiritual.

- Mas matar uma criança? Isso não é certo Mirian.

- Você não matou aquela criança Lucas. Ela está viva, assim como nós, só que agora está em uma nova etapa. É isso que você não entende. Quando deixou ela viver você não a salvou, você a condenou a viver algo desnecessário. Agora ela vai poder seguir em frente com a evolução dela. Essa é nossa função, nossa honra, poder ajudar os outros a seguir em frente.

Mirian olha para Lucas e percebe que ele ainda está confuso.

- Veja as pessoas que morreram por causa da sua atitude. Elas estão no inferno agora.

- Sim, eu sei disso. Não precisa me lembrar.

- Mas você não sabe o que vamos fazer com elas, sabe?

- Não. O quê?

- Iremos busca-las, e trazê-las de volta para o mundo.

- E para quê?

- Para elas reencarnarem.

- Como assim?

- Toda alma precisa evoluir até certo ponto para seguir adiante. Quando a alma não consegue atingir esse nível ela reencarna.

- Mas e o inferno?

- O inferno é um local criado por Deus para que algumas pessoas possam entender parte de sua evolução. Quando uma alma comete muitos erros durante sua vida humana, ela vai para o inferno, até que possa conseguir entender seus erros.

- Achei que o inferno fosse o sofrimento eterno.

- Não. Deus é amor. Ele jamais condenaria seus filhos ao sofrimento eterno. O inferno é um local para onde as almas que estão com dificuldades vão, para poder refletir e evoluir. Se uma alma continua não evoluindo após vários ciclos como humano, ela vai para o inferno, até que ela possa entender o problema e assim evoluir.

- Então, se a alma não evolui como humana, ela evolui no inferno?

- Sim. Pense no inferno como uma câmara de reflexão. Se a alma tem um problema que á impede de evoluir, é preciso que ela o resolva. No inferno a alma pode entender que problema é esse, e assim ela evolui. Uma vez solucionado o obstáculo que a impede de crescer, ela volta para o mundo carnal para continuar sua evolução de onde parou.

- E depois?

- A alma continua sua jornada, até que esteja pronta para ir ao céu continuar sua evolução espiritual.

- Entendo. Nós vamos buscar aquelas quatro almas para que elas reencarnem, e continuem sua jornada. Mas por que elas não reencarnaram de forma direta? Por que passar pelo inferno?

- Porque quando você causou um erro nas listas dos ceifeiros, você também deixou as coisas confusas. Os ceifeiros não sabiam que não era a hora daquelas almas, assim como também não compreenderam para onde leva-las.

- Agora eu entendo. Aquela garota já passou por todos os estágios da evolução dela. Ceifá-la não foi um mal, mas uma parte muito importante da evolução dela. Eu a ajudei.

- Exatamente.

Mirian fica repleta de felicidade. Finalmente seu aprendiz estava entendendo o que era ser um ceifeiro.

- Mas tenho uma dúvida?

- Qual?

- Demônios existem?

- Sim. Veja bem. Em alguns casos, a alma não consegue entender seus erros, e acaba ficando presa no mesmo estágio, sem evoluir. Com o tempo, isso pode acabar gerando uma espécie de loucura no espírito da pessoa, e se isso se acumula...

- Se isso se acumula?

- A energia da alma se converte em algo diferente.

- Um demônio?

- Exatamente. Lembra-se quando eu lhe disse que o objetivo da evolução espiritual é aproximar nosso tipo de energia da de Deus?

- Sim.

- Pois então! Um demônio é uma alma que evoluiu ao contrário. Ela não se aproximou da energia de Deus, mas se distanciou dela ainda mais. Converteu-se em uma energia negra, uma aberração que é exatamente o oposto da energia de Deus.

- Compreendo. Mas e Lúcifer?

- O que tem ele?

- Ele está no inferno?

- Sim. Ele foi o primeiro a ser colocado lá. Lúcifer achava que sabia mais do que Deus e se revoltou contra ele. Sua evolução estava comprometida. Foi ai que Deus criou o inferno, e colocou Lúcifer lá, para que ele pudesse refletir e entender seus erros, e assim continuar evoluindo assim como qualquer outro espírito.

- Mas se ele ainda está lá, o que deu errado?

- Aparentemente ele não entendeu seus erros, e por isso continua lá.

- Isso já faz... Sei lá? Uns cinco mil anos, não é mesmo?

- Sim.

- Então ele se tornou um demônio?

- Não. Lúcifer já nasceu como anjo. E muito mais que isso, ele nasceu na mais alta classe de anjos... Os arcanjos.

- E o que tem isso?

- Sua alma já tinha certo grau de evolução. Ele não virou um demônio, pois já era um anjo. Claro que o espírito dele foi totalmente consumido por energia negra, e se tornou o oposto de Deus, assim como demônios. Porém ele continua sendo um anjo, só que um Anjo Negro.

Lucas respira fundo.

- Bem complicado isso.

- Sim. E não é só isso. Quando Lúcifer caiu, os anjos que o apoiavam também caíram. E todos tiveram o mesmo destino que ele.

- Quer dizer que nenhum conseguiu encontrar seu caminho novamente.

- Não. Entenda uma coisa Lucas. Lúcifer foi um dos primeiros anjos. Além disso, era um dos mais sábios e mais próximos de Deus. Apesar disso, ele caiu e mesmo depois de todo esse tempo não foi capaz de enxergar seus erros e defeitos. Você acha que anjos menos instruídos que ele conseguiriam? Ainda mais tendo sua visão turvada por ele?

- Creio que não.

- Exatamente.

- E o que acontecerá com eles?

- Ficarão no inferno até conseguirem se reencontrar e assim voltar a evoluir.

- Entendo. Obrigado por ainda ter paciência para me explicar as coisas Mirian. Principalmente depois do problema em que te meti.

- Não diga isso Lucas. Gosto muito de estar com você e de lhe explicar as coisas. Além disso, o problema em que você nos meteu não foi culpa sua, mas minha. Era minha obrigação ter te orientado e impedido. Desculpe.

- Está tudo bem.

Lucas olha para Mirian e sorri. Ela olha dentro dos olhos dele e também sorri. Os dois estavam em completa sintonia naquele momento.

POR VINÍCIUS DE FARIA.
EM 07/04/2015.

ENTREVISTA REALIZADA PARA O BLOG FACES DE UMA CAPA

Olá meus queridos leitores. Hoje venho divulgar uma entrevista da qual participei recentemente. Essa entrevista foi realizada pela Grazielle de Moraes, dona do blog Faces de Uma Capa e também grande parceira aqui do blog.

 

Eu gostei muito da entrevista, e o post que a Grazi fez ficou simplesmente excelente, eu amei. 

Para ler a entrevista basta acessar o seguinte link:


Esse foi o segundo trabalho que eu e a Grazi realizamos em nossa parceria. O primeiro foi uma entrevista que eu fiz com ela, a qual você pode ler AQUI! 

A nossa parceria está indo muito bem, e está gerando bons frutos, os quais eu tenho certeza que irão se multiplicar cada vez mais com o tempo. Quero agradecer a Grazi pelo carinho que tem tido comigo e com meu blog, e pela disposição ao realizar os trabalhos conjuntos da nossa parceria. 

Agradeço a você meu querido leitor pela atenção e carinho que tem tido com meu trabalho, e o espero na próxima postagem. 

Deixo aqui um grande abraço para todos, e até mais!!!

sábado, 4 de abril de 2015

ENTREVISTA COM A BLOGUEIRA ROSÂNGELA ANGARTEN

Olá para todos! Hoje trago uma nova entrevista para vocês meus queridos leitores. A entrevistada de hoje é a Blogueira Rosângela Angarten, dona do blog CLÃ DAS SOMBRAS. A Rô é parceira aqui do blog, e além dessa entrevista muitos trabalhos virão em breve galerinha.  

Vamos a entrevista então:

VINÍCIUS: Olá Ró. Para começar, eu gostaria que você se apresentasse aos leitores.


ROSÂNGELA: Sou capricorniana, ou seja, sou persistente. São-paulina desde sempre. Apaixonada por livros e gatos. Aos poucos estou montando minha tão sonhada biblioteca. Mas a minha “gatoteca” já está completa, com meus onze amores. Amo rock n'roll, embora também ouça instrumental, ópera, e um pouco de MPB. Sou viciada em café (isso deve ser mal de todo leitor, né). 

Assisto a trilogia do Senhor dos Anéis pelo menos uma vez por mês. Embora ultimamente tenha trocado pelo O Hobbit, que já decorei todas as falas (algo extremamente útil num concurso público, ou quando preciso achar a bendita chave que não sei onde deixei kkkkk). Sou fã de Star Wars, Crônicas Vampirescas, Crônicas de Gelo e Fogo, Harry Potter, Jogos Vorazes e Irmandade da Adaga Negra. Leio quase de tudo (ainda não consigo ler romance de banca, me dão sono).

VINÍCIUS: Agora vamos as perguntas. Quanto tempo o blog tem de existência? Foi seu primeiro blog ou você já teve outros?

ROSÂNGELA: O Clã das Sombras tem um ano de existência e foi meu primeiro blog.

VINÍCIUS: Como surgiu a ideia para o blog?

ROSÂNGELA: Eu leio bastante, mas não tenho com quem falar sobre os livros. Meus amigos gostam de outras atividades e como já acompanhava vários blogs literários, pensei em fazer um para contar sobre o que estou lendo ou o que gostaria de ler. Porém, ele ganhou vida própria, kkkkk

VINÍCIUS: Defina em uma frase o que o blog representa na sua vida.

ROSÂNGELA: O blog foi o que me salvou da depressão e está me ajudando a lidar com a síndrome do pânico. Surpresa, né!!! Todos esperavam uma frase “fofa”. Mas essa é a verdade e o principal benefício que o blog me traz. Ele me ajuda, mais do que ajuda aos autores, blogueiros ou editoras.

VINÍCIUS: O seu blog se limita a postagens sobre livros ou você costuma abrir espaço para outros temas?

ROSÂNGELA: Sempre tem espaço para algo mais: exposições, filmes, lugares, música e curiosidades que acho legal compartilhar. Gosto de entrevistar autores e fazer projetos que envolvam nossa literatura. Como todos os blogs tem sorteios e divulgação de lançamentos..

VINÍCIUS: Você já fez algum post sobre livros nacionais? Se não, por quê? Se sim, qual a importância dele(s) para o seu blog?

ROSÂNGELA: Já, vários. Como disse noutra questão meu blog tomou vida própria. No começo só falava sobre os livros estrangeiros, pois eram os que eu comprava e que conhecia. Através do blog tive contato com muitos autores nacionais e me apaixonei ainda mais pela nossa literatura. Sempre gostei dos clássicos, mas os novos autores estão arrasando. Muitos são melhores do que autores aclamados só por serem estrangeiros. Nossos autores sempre terão espaço e prioridade no meu blog. Pois muitos deles apostaram no blog quando ainda estava começando. E esse voto de confiança é muito precioso para mim.

VINÍCIUS: Qual a importância que você acha que seu blog tem para a literatura? 

ROSÂNGELA: Puxa! Nunca pensei nele de forma assim tão abrangente. Acho que todos os blogs são importantes para a literatura. Cada um apresenta um novo autor, um novo livro, ou uma nova forma de ver o mesmo livro. E isso incentiva as pessoas a lerem e precisamos de mais leitores. Pois cada vez que o gosto pela leitura brota em alguém, a vontade de aprender mais também vem e assim a força para melhorar.

VINÍCIUS: Você já trabalhou como escritora/autora ou já teve vontade de trabalhar como tal?

ROSÂNGELA: Não consigo ver isso como uma profissão, está mais para uma paixão. Já escrevi fanfics no falecido Orkut e gostava muito. Hoje escrevo contos, mas apenas para mim. Comecei um livro, mas no ritmo que estou escrevendo ele só ficará pronto daqui a dez anos, kkkkkk Brincadeiras a parte. Parei um pouco de escrever quando comecei o blog. Passei a ler mais e me interessar por linguagem de programação (sim, em algum momento devo ter batido a minha cabeça com força em algum lugar! kkkkkkkk). Mas o blog precisava de mim e eu dele.

VINÍCIUS: Qual seria o emprego dos seus sonhos?

ROSÂNGELA: Aquele que eu pudesse passar o dia lendo livros.

VINÍCIUS: Qual a importância que você acha que a literatura tem para o mundo?

ROSÂNGELA: Mais do que a maioria das pessoas dá. Ler nos possibilita vivenciar outras realidades ou vivenciar a mesma situação por outro prisma. Isso melhora nossa forma de pensar, julgar e agir. Quando pensamos, julgamos melhor e agimos melhor pois queremos fazer as melhores escolhas. Ler nos abre a mente.

VINÍCIUS: Qual a sua visão sobre a literatura nacional nos dias de hoje? Há bons autores? Ela é valorizada no país?

ROSÂNGELA: Há autores maravilhosos na nossa literatura atual. Tenho o prazer de conhecer alguns e de ter lido vários. Mas infelizmente são pouco valorizados. Tanto pelo mercado editorial, que prefere os grandes “sucessos” estrangeiros, quanto pelo investimento do governo no desenvolvimento e projeção desses talentos. Isso sem mencionar o pouco que as pessoas leem neste país.

VINÍCIUS: Você acha que as editoras nacionais valorizam a literatura Brasileira?

ROSÂNGELA: Tem surgido muitas editoras que estão empenhadas em dar o devido destaque a nova literatura brasileira. E isso tem afetado as grandes editoras, que aparentemente tem aberto um pouco mais de espaço. Mas ainda falta muito para os autores terem a valorização que merecem.
Parece piada, mas já ouvi jovens dizendo que não gostam de literatura brasileira por ser muito chata. Daí perguntei, quais livros tinham lido. “Ah, aqueles do vestibular”. Mas e os novos autores? “Que novos autores?” Isso demonstra que ainda há muito chão para alavancar a literatura nacional atual. Mas o cenário já está muito melhor que há tempos atrás.

VINÍCIUS: Qual o seu livro ou saga favorito(a)?

ROSÂNGELA: Ai, escolher um seria injustiça com todos os outros. Mas vou escolher uma série que marcou minha adolescência e moldou muito do meu caráter: Série Darkover da Marion Zimmer Bradley

VINÍCIUS: Qual seu autor(a) favorito?

ROSÂNGELA: J. R. R. Tolkien. Ele criou o mundo no qual eu queria viver (de preferência como uma elfa, kkkkkkk)

VINÍCIUS: Você gostaria de trabalhar em uma editora? Ou em alguma revista? Se sim, em qual ou quais?

ROSÂNGELA: Acho que gostaria de trabalhar numa editora, não tenho uma específica. Mas deve ser muito gostoso ter contato com autores, ver o livro pela primeira vez, muitas vezes apenas o manuscrito. Sei que é meio utópico e a realidade é bem menos romântica. Mas ainda assim, acho que eu estaria no meu habitat natural.

VINÍCIUS: Se você pudesse viver na história de um livro, qual seria? E em qual você não gostaria de viver de jeito nenhum?

ROSÂNGELA: Bom, queria viver na Terra Média (em qualquer era), mas queria ser da raça dos elfos para poder acompanhar todas as transformações do mundo. Já a que eu não queria viver... Bom, passaria muito bem ficando longe de Westeros, kkkkkkkkk Apesar de amar os livros do George Martin, o mundo dele é muito cruel, tem muita dor e sofrimento (não muito diferente do nosso mundo real).

VINÍCIUS: Nessa história que você gostaria de viver, qual personagem você gostaria de assumir o lugar? Ou você gostaria de ser uma personagem diferente?

ROSÂNGELA: Não queria assumir o lugar de nenhum deles. Tolkien foi perfeito nos que ele criou. Gostaria de ser um novo personagem, mas de conhecer e interagir com os principais.

VINÍCIUS: Existe algum personagem com o qual você se ache parecida?

ROSÂNGELA: Nunca pensei nisso. Todo livro que leio sempre me identifico com algumas características dos personagens. Mas não teve um que eu dissesse “esse sou eu na literatura”.

VINÍCIUS: Para finalizar, qual a melhor experiência que o trabalho como blogueira lhe proporcionou?

ROSÂNGELA: Conhecer pessoas maravilhosas, tanto autores como blogueiros. Isso está sendo fantástico. Algumas já conheci pessoalmente, outras apenas pelas redes sociais. Mas já fazem parte da minha vida tanto ou mais que as pessoas fora do mundo literário.

VINÍCIUS: Gostaria de agradecer pela sua atenção e por ter sido tão gentil em participar da entrevista. Saiba que é um grande prazer e um privilégio ter essa oportunidade. Um grande abraço!

ROSÂNGELA: Eu que agradeço esta oportunidade e experiência que foi bem menos traumática do que pensei, kkkkkkk Parabéns e sucesso ao seu blog!!!


E então, o que acharam meus queridos leitores?
Eu gostei muito de realizar essa entrevista. A Rô está sendo uma pessoa muito gentil e nós estamos nos dando muito bem. Tenho pressentimento que nossa parceria será muito frutífera. Quero agradecer á você meu caro leitor, que sempre passa aqui para ver o que tem de novo. Eu escrevo para você, e agradeço pela sua atenção e tempo. Agradeço também a Rosângela por ter se disponibilizado a fazer a entrevista, foi um grande prazer realiza-lá.

No mais é isso, espero que tenham gostado, entrem no CLÃ DAS SOMBRAS para ver o que tem de novidade, e para ler outras entrevistas ou conhecer os outros parceiros do blog é só acessar a guia específica no topo da página.

Um grande abraço para todos e até a próxima.